Burocracia afeta o funcionamento das empresas brasileiras

Não é de hoje que o Brasil é conhecido por possuir uma burocracia exagerada. Em todos os estados brasileiros existem mais normais do que se deveriam ter, principalmente quando o assunto é voltado para empresas do setor privado. Com o excesso de regras e leis voltadas a esses empreendimentos, a burocracia afeta o funcionamento das empresas brasileiras em um nível que prejudica a própria empresa e a economia nacional.

Burocracia no Brasil

Nos últimos anos o Brasil passou por diversos escândalos de corrupção, tanto em empresas quanto no próprio Governo nacional. A muitos anos todo o país é conhecido por possuir fraldes em todos os níveis hierárquicos de poder.

Com isso, o Brasil possui hoje uma das burocracias mais rigorosas de todo o mundo. Todos os órgãos fiscalizadores por temerem deixar fraldes passarem, acabam que por fazer analises e pedir por processos totalmente minuciosos em relação a empresas de todos os estados brasileiros.

Com isso, a burocracia afeta o funcionamento das empresas brasileiras como um todo. Dono de empresas são obrigados a passar milhares de horas anualmente apenas se preocupando em calcular despesas voltadas a impostos anuais, como o Imposto de Renda 2020.

Com isso, todo o tempo e esforço que o empresário brasileiro poderia estar utilizando para atrair mais clientes para sua empresa, acaba endo voltado para cumprir fichas de relatórios a serem enviados para órgãos como a Receita Federal.

Como a burocracia afeta o funcionamento das empresas brasileiras

De acordo com dados do Banco Mundial, o empresário brasileiro gasta anualmente aproximadamente 1958 horas anuais apenas para cuidar de assuntos ligados a burocracia.

Com isso, anualmente o Banco Mundial realiza uma análise de todos aos países mais propícios ao investimento de empresas. Porém, ao se colocar a burocracia brasileira em perspectiva, o Brasil não passa da posição de número 125 como ambiente propicio para investimentos.

Desse modo, em perspectiva econômica, o nosso país não é um bom local para fundar uma empresa. Afinal, caso um empresário se arrisque, ele deverá passar mais tempo do que deveria apenas se preocupando no preenchimento de formulários e pagamentos de impostos anuais.

Com isso, a própria economia brasileira sofre com perdas. Afinal, com a dificuldade em criar e manter uma empresa por parte do próprio Governo, acaba-se criando uma resistência pela criação de novos empreendimentos.

Assim, a economia brasileira fica estabilizada nas melhores das hipóteses, podendo recuar a cada crise global que ocorre.

Algo que acontece no Brasil a cada nova crise, pois como há a dificuldade em criação de empresas, poucas delas acabam por surgir devido ao grande número de burocracia no país.